PALAVRAS DE CONSOLAÇÃO (Jo 14,5-21) (VI Dom. T.P.)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Se me amais, guardareis os meus mandamentos, e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

Introdução

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:

Estamos ainda no contexto de última ceia.  Como falamos outras vezes, Jesus deixa, neste contexto, o seu testamento espiritual. Palavras importantíssimas nas quais queremos hoje mergulhar, nós que hoje somos seus discípulos…

Palavras de grande CONSOLAÇÃO, que podem dar um sentido novo a nossa vida, a nossa dor atual…

Hoje somos convidados a acolher Palavras que podem tocar nosso coração, nos dar força, vida…

Mas começamos com algumas PERGUNTAS:

1. Qual Palavra foi, para você, de especial consolo em sua vida?

2. De que Palavra você precisa hoje? E, ainda mais profundamente, o que está faltando para acreditar verdadeiramente nesta palavra, para que ela se torna “carne” em sua vida?


1. Direção, proteção, guia….

1. AMAR JESUS É GUARDAR OS MANDAMENTOS (VERMELHO ESCURO)

Se me amais, guardareis os meus mandamentos (…) Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama.

–   São duas frases colocadas no início e no final, mas as combinamos para o mesmo conteúdo que lembram… unidade entre OBSERVAR  (GUARDAR) OS MANDAMENTOS E O AMOR PARA O SENHOR… Se eu amar uma pessoa, eu lembro de tudo o que ela me falou… se não lembrar, significa que não pus atenção, e então não amei…

–   Mas porque deveria ser uma palavra de consolo esta? Porque tenho que fazer algo para amar? Não seria algo a mais, uma obrigação? Não. É algo muito significativo… pois quem me ama me fala as coisas boas, me indica um caminho… Jesus falou: Eu sou o caminho...

–   Então coloco um pano marrom para representar a pessoa, o discípulo, e represento esta palavra de Jesus com a cor vermelha escura, para lembrar o amor. E coloco este pano diante do discípulo a forma de seta, para dizer que o amor indica, dá o rumo, o caminho, não deixa abalados sem saber onde ir e o que fazer. SE EU AMO A JESUS, ACOLHO SEU AMOR QUE ME DÁ O CAMINHO, A DIREÇÃO.

–   E esta é uma palavra de grande consolação, porque não estou sem direção, mas sei onde ir para ser feliz.

2.        JESUS REZA AO PAI POR NÓS (DOURADO)

Eu rogarei ao Pai

–   A segunda palavra de consolação é que Jesus reza, mas não por si mesmo, mas pelos discípulos, por nós que somos seus discípulos… Não somos esquecidos, não somos abandonados, mas somos lembrados e apresentados ao Pai… Jesus me leva, nos leva no Seu coração…

–   COLOCO O PANO DOURADO, que representa o Pai, AO LADO DA SETA se eu seguir a direção que Jesus me dá o Pai me olha, me protege, me ama, está ao meu lado… eu não fico sozinho no caminho.

3.        O PAI NOS DOA O ESPÍRITO (TULE AZUL) DEFENSOR, DA VERDADE

E Ele (o Pai) vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: o Espírito da Verdade

–   A terceira palavra de consolação é que o Pai nos envia um Defensor, o Espírito Santo, e o  represento com um tule azul que parte do Pai, chega ao discípulo e penetra o caminho todo… Se nós seguirmos este caminho, estamos certos de ter a presença do Espírito Santo que nos guia e defende…

4.        JESUS PROMETE A SUA PRESENÇA (VERMELHO NO FIM DA SETA)

Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós.

–   Ainda esta quarta palavra: Jesus promete estar conosco, de vir ao nosso encontro… Domingo da Ascensão, ouviremos: estarei com vocês para sempre, todos os dias, até o fim… Presença que não nos faz sentir sozinhos ou abandonados…

–   Jesus nos dá a direção mas ao mesmo tempo, ele neste caminho vem ao nosso encontro…

5.        CONTEMPLAÇÃO DO MISTÉRIO TRINITÁRIO

PODEMOS CONTEMPLAR ATÉ AQUI a composição que criamos.

O Pai está nos olhando, está protegendo nosso caminho…

O Espírito está nos guiando…

O Filho está nos alcançando, mostrando-nos o caminho, a direção…

JESUS NOS FALA QUE ESTAMOS INSERIDOS NESTE AMOR TRINITÁRIO, AMOR QUE PROTEJE, GUIA, CONDUZ, MOSTRA A META, A DIREÇÃO…

5.        UM OLHAR QUE SABE VER (AMARELO) RESULTADO DESTA VIDA TRINITÁRIA, VIDA VIVIDA NA TRINDADE: A LUZ

Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis.

–   Mas colocamos neste nosso percurso esta última palavra de Jesus. Uma palavra que consola porque nos fala que há uma luz, que nos permite enxergar tudo isso na nossa vida. O mundo não me vê, mas você me vê, você me verá… mesmo onde a escuridão está caindo, você me verá… na situação da pandemia de coronavírus, diante de todas as mortes, você me verá… Você será capaz de um olhar que saiba enxergar a Vida… você viverá neste olhar…

DIANTE DE TUDO ISSO, FAZEMO-NOS UMA PERGUNTA:

Você consegue ver esta luz? Ver o que o mundo não consegue ver?


2.       Unidade plena

Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós.

–   Um novo conhecimento, uma nova consciência… da unidade, da comunhão… Eu-Jesus-Pai, eu em Jesus, Jesus no Pai, eu no Pai em Jesus… Uma unidade forte e plena…

–   Isso acontecerá no fim dos tempos…

–   Mas isso é permitido já agora, se vivo naquele olhar contemplativo do qual falamos antes.

PERGUNTA:

Você consegue perceber esta unidade, com o Pai e o Filho no Espírito Santo?

3.       Um amor que se faz caminho

Quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

–   O mistério do amor que une… que desperta outro amor… Amar a Jesus e acolher o amor do Pai… E sentir a forte presença de Jesus…

– Voltamos no começo do nosso percurso: Jesus nos falou que tudo isso é possível se seguirmos os mandamentos. Então uma pergunta cuja resposta está na base de tudo isso:

VOCÊ ESTÁ DISPOSTO A COMEÇAR, VIVER, ASSUMIR ESTE CAMINHO?

Esta entrada foi publicada em Meditações Joao, VI Domingo do Tempo Pascal A. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.