Arquivo da categoria: Meditações

meditações

PALAVRAS DE CONSOLAÇÃO (Jo 14,5-21) (VI Dom. T.P.)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Se me amais, guardareis os meus mandamentos, e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é … Continue lendo

Publicado em Meditações Joao, VI Domingo do Tempo Pascal A | Deixe um comentário

Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,1-12) (V Dom. do Tempo Pascal)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar … Continue lendo

Publicado em Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

Jesus “porta” e “pastor” (Jo 10,1-10) (IV dom. do Tempo Pascal)

Naquele tempo, disse Jesus: ‘Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. A esse o … Continue lendo

Publicado em Meditações, Meditações Joao | 2 Comentários

Aparição de Jesus a Tomé (Jo 20,19-31) (II Domingo de Páscoa)

Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e pondo-se no meio deles, disse: ‘A paz esteja convosco’. Depois destas palavras, mostrou-lhes as … Continue lendo

Publicado em Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

Permanecer no caminho da cruz (Mt 26.14-27.66) (Mt 21.1-11)

1. INTRODUÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO Acolhida dos participantes – Acolhida de todos e introdução: “Estamos nos aproximando dos dias centrais da nossa fé cristã, os dias da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Neste domingo, lembramos da entrada triunfal de Jesus … Continue lendo

Publicado em Bibliodrama, Meditações, Meditações Mateus | Deixe um comentário

Contradições… (Jo 10,31-42)

Naquele tempo: Os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. E ele lhes disse: ‘Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?’ Os judeus responderam: ‘Não queremos te apedrejar por causa das obras boas, mas … Continue lendo

Publicado em ANO LITURGICO A, Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

Guardar a Palavra (Jo 8,51-59)

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: Em verdade, em verdade, eu vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte.’ Disseram então os judeus: ‘Agora sabemos que tens um demônio. Abraão morreu e os profetas também, e … Continue lendo

Publicado em ANO LITURGICO A, Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

A verdadeira casa (Jo 8,31-42)

Naquele tempo: Jesus disse aos judeus que nele tinham acreditado: ‘Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.’ Responderam eles: ‘Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém. … Continue lendo

Publicado em ANO LITURGICO A, Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

Pedras… (Jo 8,1-11)

Naquele tempo: Jesus foi para o monte das Oliveiras. De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los. Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida … Continue lendo

Publicado em Meditações, Meditações Joao | 1 Comentário

A dificuldade de ir na contramão (Jo 7,40-53)

Naquele tempo: Ao ouvirem as palavras de Jesus, algumas pessoas da multidão diziam: ‘Este é, verdadeiramente, o Profeta.’ Outros diziam: ‘Ele é o Messias’. Mas alguns objetavam: Porventura o Messias virá da Galiléia? Não diz a Escritura que o Messias  … Continue lendo

Publicado em Meditações, Meditações Joao | Deixe um comentário

A VERDADEIRA FILIAÇÃO (Lc 15,1-3.11-32) (IV Domingo de Quaresma C)

Naquele tempo: Os publicanos e pecadores aproximaran-se de Jesus. Os fariseus, porém, e os  mestres da Lei criticavam Jesus. ‘Este homem acolhe os pecadores  e faz refeição com eles.’ Então Jesus contou-lhes esta parábola: ‘Um homem tinha dois filhos. O … Continue lendo

Publicado em IV Domingo de Quaresma C, Meditações Lucas | Deixe um comentário

CONVERTER-SE AO AMOR (Lc 13,1-9) (III Domingo de Quaresma C)

Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando seu sangue com o dos sacrifícios que ofereciam. Jesus lhes respondeu: ‘Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos … Continue lendo

Publicado em Meditações Lucas | Deixe um comentário

INCOMPREENSÃO (Lc 9,28-36) (II Domingo de Quaresma C)

Naquele tempo:Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago,e subiu à montanha para rezar.Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparênciae sua roupa ficou muito branca e brilhante..Eis que dois homens estavam conversando com Jesus:eram Moisés e Elias.Eles apareceram revestidos de glóriae … Continue lendo

Publicado em Meditações Lucas | Deixe um comentário

O PERIGO DE DESVIAR DO CAMINHO (Lc 4,1-13) (I Domingo de Quaresma C)

Naquele tempo: Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e depois disso, sentiu fome. O diabo disse, então, … Continue lendo

Publicado em Meditações Lucas | Deixe um comentário

O AGIR INSPIRADO PELO AMOR (Lc 6,39-45) (VIII Domingo do Tempo Comum C)

Naquele tempo: Jesus contou uma parábola aos discípulos: ‘Pode um cego guiar outro cego? Não cairão os dois num buraco? Um discípulo não é maior do que o mestre; todo discípulo bem formado será como o mestre. Por que vês … Continue lendo

Publicado em Meditações Lucas, VIII Domingo T.C. C | 1 Comentário

Um reino diferente (Jo 18,33-37) (Sol. Cristo Rei B)

Naquele tempo: Pilatos chamou Jesus e perguntou-lhe:  ‘Tu és o rei dos judeus?’ Jesus respondeu:  ‘Estás dizendo isto por ti mesmo,  ou outros te disseram isto de mim?’  Pilatos falou: ‘Por acaso, sou judeu?  O teu povo e os sumos … Continue lendo

Publicado em Meditações Joao | Deixe um comentário

Sentir-se amado e se comprometer (Mt 5,1-12a) (Solenidade de todos os Santos)

Naquele tempo:Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se.Os discípulos aproximaram-se,e Jesus começou a ensiná-los:’Bem-aventurados os pobres em espírito,porque deles é o Reino dos Céus.Bem-aventurados os aflitos,porque serão consolados.Bem-aventurados os mansos,porque possuirão a terra.Bem-aventurados os que têm fome e … Continue lendo

Publicado em Meditações Mateus | Deixe um comentário