2. A Palavra que transforma a vida: o papel do facilitador

Bibliodrama, facilitando o encontro entre o indivíduo e a Palavra de Deus, favorece a ação desta na vida da pessoa, agindo de acordo com o poder da sua graça. Esta ação de Deus se manifesta através de experiências reais de crescimento, cura interior e libertação, que permitem à pessoa encontrar-se na verdade e na liberdade.

É claro que não é Bibliodrama que cura, e o que acontece no participante não é relacionado à capacidade do facilitador: único Mestre e terapeuta, que age e cura, é o Senhor. O facilitador é um servo humilde da Palavra, que favorece o encontro entre Ela, a vida e as necessidades dos participantes.

O papel do facilitador, no entanto, é muito importante: com sua autenticidade, em seu se relacionar com o grupo e sendo substancialmente consistente em suas ações, ele pode se tornar uma ferramenta-chave para facilitar o encontro entre a Palavra de Deus e a experiência de vida dos participantes. Comparado com as ferramentas específicas fornecidas pelo método de Bibliodrama, com certeza úteis, o principal “instrumento” é precisamente a relação autêntica e inspirada entre o facilitador e o grupo. Com confiança paixão, competência narrativa e capacidade de relacionamento autêntico, ele pode facilitar muito a passagem do conteúdo da Palavra e estimular o respeito e a reflexão verdadeira e profunda no grupo e, assim, permitir à Palavra de agir no indivíduo e no grupo.

Esta entrada foi publicada em Introdução ao Bibliodrama. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *